(54) 3215.4195

BLOG

Avaliação de Empresa

17 Janeiro - 2018

Elenor João Bruxel

Jornal do Comércio

A avaliação de uma empresa começa pela análise de seu desempenho histórico e atual, de suas oportunidades potenciais de crescimento, dimensão e potencial de mercado, seus concorrentes, ciclo de vida e conhecimento dos direcionadores de valor (value drivers) como: fidelidade dos clientes, atendimento aos fornecedores, satisfação dos empregados e alternativas de financiamento.

Devido à multiplicidade de modelos e fatores envolvidos, a avaliação de uma empresa é uma tarefa muito delicada. Ela é fundamental para nortear o processo decisório na hora de definir o preço a ser negociado,para uma aquisição, uma fusão e principalmente na gestão da empresa. A avaliação depende da leitura das expectativas e, por isso, não pode ser considerada uma ciência exata, mas uma mistura de ciência e arte.

O processo de modelagem das projeções e avaliação não deve basear-se em simples intuições, mas em conhecimento do mercado (necessário para a estimativa de vendas), no entendimento das principais premissas da empresa (custos de produção, despesas, estocagem, financiamentos etc.) e das premissas macroeconômicas (taxas de juros, nível de renda, inflação e câmbio). 

A avaliação de uma empresa pode ter por objetivos:

» Compra e venda de empresas;

» Conhecer o valor justo de uma empresa;

» Fusão, cisão e incorporação;

» Abertura de capital;

» Dissolução ou alteração societária, separação judicial;

» Liquidação de empreendimentos;

» Interesse na compra, venda ou transferência numa participação societária; 

» Formação de "joint venture" e expansão de negócios. 

Modelos de avaliação mais utilizados:

1. Avaliação com base no Fluxo de Caixa Descontado- FCD: é o modelo de avaliação mais usado, porque leva em conta apenas os fluxos de caixa futuros. O FCD calcula o valor terminal através de perpetuidade que o negócio possuirá após o período de projeção com expectativa de crescimento e calcula o valor presente do fluxo de caixa projetado, através do custo médio ponderado de capital (WACC).Esse método valoriza a empresa em função de sua capacidade de gerar caixa no futuro.

Importante conhecer os investimentos necessários para manter o processo produtivo nos níveis atuais ou nos níveis projetados. A perpetuidade é um dos elementos mais importantes para a avaliação de uma empresa. Em determinadas situações, grande parte do valor de uma empresa, é explicado pela perpetuidade. O FCD dimensiona o valor justo (fair value) de uma empresa. 

2. Avaliação por múltiplos de mercado ou Ebitda - Lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização: o Ebitda é o melhor múltiplo de valor. Ele revela a capacidade operacional de uma empresa em gerar potencial bruto de caixa em determinado período. O cálculo não considera a depreciação, despesas financeiras e os impostos sobre os lucros. No cálculo do Ebitda é adicionada a depreciação do período e ignorada toda e qualquer necessidade de reinvestimento, decisão essencial para a continuidade e geração de valor da empresa.

Outros modelos de avaliação:

Quando existirem interesse nos ativos da empresa e não no seu potencial de geração de resultados, utilizam-se os seguintes modelos de avaliações: 

1. Avaliação Patrimonial: é fornecida pelo balanço patrimonial contábil. O Patrimônio Líquido (book value) é calculado com base nos princípios contábeis e reflete o passado.

2. Avaliação Patrimonial de Mercado: é conhecida pela reavaliação completa do conjunto de bens e direitos do Ativo e a soma das suas obrigações do Passivo, a preços de mercado.

3. Avaliação com base no Lucro Econômico- EVA (Economic Value Added): leva em conta o custo de capital de terceiros mais o custo do capital dos acionistas. 

Importante destacar que numa avaliação identificamos muitas empresas lucrativas que,por não remunerarem o custo de capital dos acionistas, podem estar destruindo valor. 

Não existem metodologias perfeitas para avaliação de uma empresa, mas sim, algumas que podem ser consideradas mais robustas do que outras, dependendo das informações disponíveis e das premissas adotadas. A avaliação de empresa não precisa ter como objetivo a fixação de um valor exato pelo qual ela pode ser negociada, mas o estabelecimento de uma faixa de valores. 

Muitos são os procedimentos a serem seguidos para realizar a avaliação de uma empresa. O importante é encontrar o valor justo que satisfaça ambas as partes. O melhor pode ser pela aplicação dos vários métodos e o uso do bom senso nos ajustamentos necessários para a apuração de um valor coerente e justo.

Sócio responsável pela área de avaliação na Sinosplan.

Avaliação de Empresa

EMPRESA CERTIFICADA

O oHub é uma plataforma que conecta empresas a prestadores de serviço, além de oferecer outras informações como as certificações e avaliações de clientes. A P4B é credenciada nessa ferramenta e possui o Selo Ohub de Fornecedor Verificado.

NOSSOS CLIENTES

Rodoil
Vipal
Tecnitubo
Shimtek
NBC Bank
Languiru
Coventya
Artmed
Aperam
Dompel
PSRV
Festa da Uva
Carrer
Cebi
Caltec
Vinhos Canção
Unylaser
UFCSPA
Toniolo
Tok
Tedesco
SBI
Steelmach
Solferti
Fiep
Serra Diesel
Sanofi
Riva
Revestsul
Plásticos Itália
Praia de Belas
Pisani
Piá
PCP
Smurfit Kappa
Nutrire
Buzin
Neogás
Multimóveis
Miotto
Mazzarollo
Marelli
Magnetec
Lovato
Stefanello
Jppa
Ipassp-SM
Ipam
Intermach
Injet
Hotel Continental
Voges
Moda Viva
Delga
Grande Loja RS
Fundifar
UCS
Nicolini
Foss & Esg
Fagundes
Euro Telhas
Juventude
Weloze
Dália
Dzainer
Cvplast
Codeca
Cinex
CDL
Fabian
Radisson
Blue Tree
Brio
Brasil Botões
Brquim
Brmalls
BL Cobranças
Bento Concretos
Bela Vista
Asprofargs
Arke
Agdesign
Alternativa
Agro
Zeyana
Zen
Taurus